REPULSA - Crítica e Opinião Política
REPULSA - Crítica e Opnião Política
 
 
 
   
    Michel Temer vence na CCJ, mas será que vence no plenário da Câmara dos Deputados?  
   
   
    Por Repulsa, J.Rodrigues | 2017-07-13  
   
     
       
    O presidente Michel Temer promove troca-troca estratégico de deputados as vésperas da votação do relatório na CCJ e consegue aprovar novo relatório que recomenda ao plenário a rejeição da denúncia.  
   
    Nesta quinta-feira (13) a Câmara de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou novo relatório e recomenda ao plenário rejeitar denúncia contra o presidente da República, Michel Temer.

A CCJ rejeitou o parecer de Zveiter (PMDB), favorável ao prosseguimento da denúncia.

O novo parecer do deputado federal, Paulo Abi-Ackel (PSDB), foi aprovado por 41 votos a favor contra 24 contra.

Tudo indica que Michel Temer se dará bem no plenário da Câmara dos Deputados, afinal é a estabilidade política e econômica do Brasil que está em risco.

Além disso, não podemos ignorar o posicionamento das diversas entidades ligadas a indústria e ao comércio que declararam apoio ao presidente.

Vitórias sucessivas

Esta é a segunda vitória do presidente Michel Temer na semana. A primeira vitória foi a aprovação da Reforma Trabalhista sem alterações no Senado e que foi sancionada nesta quinta-feira.

Vamos aguardar ansiosos a votação da denúncia no plenário da Câmara dos Deputados, que está agendada para dia 02 de agosto de 2017.

O presidente Temer precisa de 172 votos contra o prosseguimento da denúncia.

 
   
 
   
    Suposta gravação de Lula com Rui Falcão após a delação do Palocci  
   
 
   
    Reforma Política, o novo golpe da esquerda brasileira  
   
 
   
    Caravana de Lula pelo nordeste já é um fracasso  
   
 
   
    STF retira do juiz Moro depoimentos de delatores da JBS contra Lula e Mantega  
   
 
 
 
REPULSA - Crítica e Opinião Política

Todos os direitos reservados © Copyright 2018, a Repulsa Press, Jon Rodrigues. Desenvolvimento e hospedagem web, Jon Rodrigues.