REPULSA - Crítica e Opinião Política
REPULSA - Crítica e Opnião Política
 
 
 
   
    A esquerda subestima a inteligência do povo ao insistir que Lula é inocente, mesmo depois de condenado  
   
   
    Por Repulsa, J.Rodrigues | 2017-07-13  
   
     
       
    Lula é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por receber propina, e o caso do triplex é apenas a “pontinha” do iceberg, o primeiro dos vários crimes e condenações do ex-presidente.  
   
    Os petistas seguem com o discurso da inocência e perseguição política”. Investem descaradamente na teoria da conspiração e da condenação sem provas.

Mas afinal, existem ou não provas contra Lula?

O que os esquerdistas negam é a existência de provas documentais, periciais e testemunhais.

Ao contrário do que a esquerda “espalha por aí” as provas testemunhais até podem ser consideradas a “prostituta” das provas, mas quando acompanhadas de provas documentais e periciais passam a ter grande importância no processo, principalmente pela capacidade de confirmam e esclarecem detalhes sobre os crimes cometidos.

Já que os petistas insistem em afirmar que não existem provas contra o Lula, resolvemos compartilhar um resumo das provas consideradas na decisão do juiz Moro:

- documentos apreendidos na casa de Lula sobre o triplex;
- documentos apreendidos na sede da cooperativa Bancoop;
- documentos apreendidos na OAS;
- notas fiscais da OAS e outras empresas contendo itens da reforma do imóvel;
- mensagens de celular de Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, se referindo ao projeto do "chefe" e para marcar com a "madame";
- mensagens no celular de Paulo Gordilho, arquiteto e ex-executivo da OAS, citando reformas em "sítio" e "praia";
- testemunhos de Paulo Gordilho declarando que tinha conhecimento de que o triplex estava reservado para Lula desde 2011;
- mensagens no celular de Marcos Ramalho, executivo da OAS, citando visita ao triplex de Fábio Luis, filho de Lula, em 2014;
- testemunhos de funcionários da OAS que disseram que a empreiteira não costumava personalizar imóveis à venda;
- testemunho de gerente da OAS, que disse ter acompanhado visita de Lula e Marisa ao triplex no início de 2014;
- testemunho de engenheira da OAS, que disse que acompanhou visita de Marisa e Fábio ao apartamento em agosto de 2014;
- testemunho de funcionário da empresa Kitchens, que confirmou a contratação para duas cozinhas, no triplex e de um sítio em Atibaia;
- testemunho de sócio da Tallento, que disse que acompanhou visita de Marisa e Fábio ao triplex;
- testemunho de zelador do Solaris, que confirmou visita de Lula e Marisa e de nenhum terceiro;
- depoimento de Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, confirmando o esquema criminoso da Petrobras e que se reuniu com Lula para tratar do triplex em 2014;
- depoimento de Agenor Franklin Magalhães Medeiros, diretor da área de Óleo e Gás da Construtora OAS, confirmando o pagamento de propinas na Petrobras e que ouviu que o triplex e o sítio em Atibaia seriam debitados do crédito do PT com vantagens indevidas;
- nota do Instituto Lula, de 2014, com incongruências;
- contradições de Lula em interrogatório.

Precisam de mais provas para condenar Lula? Acho que não.

A condenação de Lula “ataca a democracia” como discursa sua defesa? Óbvio que não!

O discurso de “vítima de perseguição política” adotado pelos “camaradas” não convence mais.

O povo sabe que Lula não passa de um político safado, mentiroso e comunista, que se aproveitou do povo pobre e trabalhador para chegar ao poder e assaltar o país.

A condenação

O ex-presidente Lula foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão.

“A condenação foi pequena perto dos crimes cometidos”

O povo brasileiro esperava uma condenação bem maior. Mas enfim, esta será a primeira de várias condenações”.

A sentença foi divulgada na quarta-feira (12), e a condenação é referente ao caso de um triplex no Guarujá, apurado pela Operação Lava Jato.

Segundo a sentença do juiz Sérgio Moro a decisão foi baseada em provas documentais, periciais e testemunhais.

Futuro político incerto

Conforme a decisão, Lula ficará impedido de assumir cargo público pelo período de 19 anos, o dobro da condenação, e sua possível candidatura a presidente em 2018 depende do julgamento do recurso em 2ª instância ou de uma nova condenação.

O fim do sonho petista

Lula é a última esperança da esquerda de retomar o poder e assim evitar que a operação Lava Jato volte a focar e a descortinar os crimes praticados pelos petistas durante os 14 anos de governo Lula e Dilma.

Não existe um plano B
A esquerda foca na luta pelas “Diretas Já” com o intuito de eleger Lula antes de uma nova condenação. Somente assim, Lula, com foro privilegiado sairia das mãos do juiz Moro e passaria a ser julgado pelos “camaradas” do Supremo Tribunal Federal (STF).

Mas não é tão simples assim.

Os esquerdistas precisam aprovar a PEC das “Diretas Já” e derrubar o presidente da República, Michel Temer. Além disso, precisam conquistar votos.

O que é mais fácil? Conquistar votos do povo - desenganado - ou roubar nas eleições com o apoio da “camarada” empresa venezuelana, Smartmatic?

Sejamos honestos, como se trata da esquerda brasileira a segunda opção é mais provável.

 
   
 
   
    Suposta gravação de Lula com Rui Falcão após a delação do Palocci  
   
 
   
    Reforma Política, o novo golpe da esquerda brasileira  
   
 
   
    Caravana de Lula pelo nordeste já é um fracasso  
   
 
   
    STF retira do juiz Moro depoimentos de delatores da JBS contra Lula e Mantega  
   
 
 
 
REPULSA - Crítica e Opinião Política

Todos os direitos reservados © Copyright 2017, a Repulsa Press, Jon Rodrigues. Desenvolvimento e hospedagem web, Jon Rodrigues.