REPULSA - Crítica e Opinião Política
REPULSA - Crítica e Opnião Política
 
 
 
   
    Cármen Lúcia nega pedido e denúncia contra Temer segue para votação  
   
   
    Por Repulsa, J.Rodrigues | 2017-07-09  
   
     
       
    Mais uma derrota para a coleção da esquerda.  
   
    Deputados “camaradas” queriam contar com o apoio de Janot na captação de votos a favor do aceite da denúncia contra Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Mas não conseguiram que o STF desse aval para esse absurdo.

Na segunda-feira (10), acontecerá a leitura do parecer do relator, deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O relator no seu parecer recomendará o deferimento ou indeferimento do pedido de autorização para instaurar o processo contra o presidente da República, Michel Temer no STF.

Se tudo acontecer conforme o previsto, os deputados da comissão deverão votar o parecer na quinta-feira (13).

A DECISÃO DO STF

A presidente do STF ministra Cármen Lúcia, rejeitou neste domingo (9) dois pedidos para suspender a tramitação da denúncia contra o presidente Michel Temer na CCJ da Câmara de Deputados.

O primeiro pedido foi feito pelo deputados Afonso Motta (PDT-RS) e André Figueiredo (PDT-CE), o segundo pelo deputado Alessandro Molon (Rede-RJ).

Ambos pedidos sustentaram a necessidade de ouvir o procurador-geral da República, Rodrigo Janot antes do pedido de autorização para instaurar o processo contra o presidente Michel Temer ser votado pela Comissão.

MAIS UMA DERROTA DA ESQUERDA

A derrota é pequena, mas é derrota.

Os “camaradas” focados na derrubada do governo Temer pretendiam fazer isso com o apoio – mais uma vez – de Rodrigo Janot.

Não é novidade que Rodrigo Janot, por várias vezes pronunciou publicamente seu posicionamento contra o presidente da República, Michel Temer; e demonstrou seu forte empenho em benefício dos interesses do Lula e do PT.

Isso tudo acontece em função do posicionamento político-ideológico de Janot, que eticamente não poderia ser parcial como procurador-geral da República.

“O acordo de delação premiada firmado com a JBS e que dá imunidade total aos irmãos Batistas é uma dessas demonstrações explícitas do posicionamento do Janot”.

Agora vamos aguardar ansiosos por mais uma derrota da esquerda.

Que o presidente Michel Temer continue no poder. Melhor ele, do que a volta de Lula.

 
   
 
   
    Suposta gravação de Lula com Rui Falcão após a delação do Palocci  
   
 
   
    Reforma Política, o novo golpe da esquerda brasileira  
   
 
   
    Caravana de Lula pelo nordeste já é um fracasso  
   
 
   
    STF retira do juiz Moro depoimentos de delatores da JBS contra Lula e Mantega  
   
 
 
 
REPULSA - Crítica e Opinião Política

Todos os direitos reservados © Copyright 2017, a Repulsa Press, Jon Rodrigues. Desenvolvimento e hospedagem web, Jon Rodrigues.